Os 5 primeiros blogs da história da internet!

Open Diary, novembro 1994

Clique aqui para acessar!

O site do cientista e pesquisador brasileiro Cláudio Pinhanez, que na época já trabalhava no MIT Media Lab, é considerado o primeiro a ser publicado em formato de diário virtual. O seu “Diário Aberto”, publicado no Laboratório de Mídia do MIT, tinha o objetivo de documentar acontecimentos em sua vida e foi atualizado até 1996. Em seu primeiro texto, ele falava sobre o filme Vanya on 42nd Street (Tio Vanya em Nova York ), que havia achado o máximo. “Fazia tempo que eu não assistia a um grupo de atores interpretando um texto com tanta intensidade. Vi no domingo, mas na noite de segunda-feira ainda estava animado, e não podia tirá-lo de minha mente”.

Links.net, janeiro de 1994

Clique aqui para acessar!

Em dezembro de 1993, o estudante Justin Hall, à época com 19 anos, encontrou um exemplar no jornal New York Times que falava sobre uma coisa nova chamada web. O primeiro site havia sido colocado no ar no ano anterior. “Gráficos e links para percorrer a Internet? Todo o conceito me surpreendeu. Logo após navegar na web, percebi que quase todos os esforços de publicação on-line foram amadores – feitos por pessoas que sabiam como usar HTML, mas não necessariamente tinham algo em particular a dizer”, conta ele em sua página. Então ele resolveu aprender HTML buscando informações na internet para criar seu próprio site, que se chamou inicialmente “Página Inicial do Justin”. Foi o primeiro blog já criado. Lá, havia links para informações HTML, uma foto dele com o coronel americano Oliver North, um clipe sonoro do vocalista do Jane’s Addiction louco de ácido e uma lista dos seus sites favoritos, além de alguns textos em que falava sobre a sua vida. Havia também uma página cor de rosa sobre sexo que trazia links como “Conselhos sexuais”, “Vitrines sexuais” e “Supermodelos disfarçadamente sexuais”, seja lá o que isso quisesse dizer. Tudo isso fez sucesso e Justin manteve o blog por 11 anos.

Carolyn’s Diary, janeiro de 1995

Clique aqui para acessar!

Em 1995, a americana Carolyn Burke criou o Carolyn’s Diary. Logo no início da página, ela avisava: “Cuidado… este é o meu diário”. Ali, ela contava sobre seu dia, seus pensamentos, compartilhava alguns links e poemas. Em um dos posts, falava sobre a brincadeira mais divertida da internet: criar o maior número de contas de e-mail possível. Definitivamente, eram outros tempos. Carolyn também integrava o projeto “24 Horas no Ciberespaço”, um projeto colaborativo pioneiro que pretendia humanizar a rede e convidava as pessoas a postarem fotografias mostrando como a internet havia afetado sua vida. Ela ficou famosa e, em 1996, foi capa das revistas U.S News e Report World.

Scripting News, abril de 1997

Clique aqui para acessar!

O programador e empresário americano Dave Winer é pioneiro na tecnologia de RSS, XML-RPC, OPML e da API MetaWeblog e é considerado um dos caras mais importantes da história da internet. Em abril de 1997, ele lançou o Scripting News, uma página de notícias para os usuários do software Frontier, que se tornou um dos mais antigos weblogs restantes na rede hoje. Por um bom tempo, desde seu primeiro post, no dia 1º de abril de 1997, os posts só traziam uma lista de links. Depois é que foram ganhando mais conteúdo.

RobotWisdom.com, dezembro de 1997

Clique aqui para acessar!

O americano Jorn Barger foi o criador do termo “weblog” para definir uma nova forma de publicação na web. O RobotWisdom.com (Robô da Sabedoria) já existia desde fevereiro de 1995 e trazia artigos sobre James Joice, inteligência artificial, cultura na internet, design de hipertexto, história e tendências tecnológicas, assuntos sobre os quais ele entende muito. Mas foi só em 97 que começou a usar o termo “weblog” e a postar diariamente na esperança de encontrar uma audiência que pudesse ser capaz de ver as conexões entre todos os temas que ele explorava. Em seus posts, colocava links sobre arte e tecnologia e informava as pessoas sobre suas leituras e pesquisas. O termo foi encurtado para” blog “por Peter Merholz em 1999.

Sobre Pablo Cardoso

Mestre pokémon, rei do gado, plantador de batata e vendedor de pamonha. Formato computadores e crio ovelhas elétricas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top