9 planetas populares da ficção!

1. Tatooine

015

Há muito tempo atrás, em uma galáxia muito, muito distante… Você se lembra como começa esta história. A Galáxia está em guerra – e é melhor conhecer o mapa intergaláctico para saber onde se esconder. Planeta é o que não falta: o esverdeado Naboo é o planeta natal de Padmé Amidala, Jar Jar Binks e Senador Palpatine; o devastado Dagobah é o local de exílio voluntário de Mestre Yoda; Kashyyyk é o lar do wookie mais simpático do universo, Chewbacca. Mas é provável que o planeta mais icônico do universo de Star Wars seja Tatooine. O planeta deserto de clima quente e seco é lar de Anakin e Luke Skywalker.

2. Oa

025

No centro do universo dos quadrinhos da DC está Oa, um planeta desértico e aparentemente sem vida. Mas não se deixe enganar pela superfície árida: Oa é a fortaleza planetária dos Guardiões do Universo e QG da Tropa dos Lanternas Verdes, a polícia intergaláctica dona de poderosos anéis. O primeiro Lanterna Verde, Alan Scott, foi criado por Bill Finger e Martin Nodell e sua primeira aparição foi na HQ All-American Comics #16, publicada em julho de 1940.

3. Discworld

03

Se fossemos premiar o planeta mais exótico desta lista, o troféu de primeiro lugar certamente iria para o esquisito Discworld. Esqueça os mundos redondinhos que você costuma ver por aí: Discworld é um mundo mágico e plano, sustentado pelos ombros de quatro elefantes (Grande T’phon, Tubul, Berilia e Jerakeen). E não pára por aí: os quatro gigantes são sustentados pelo casco de uma enorme tartaruga, a Grande A’Tuin. O mundo excêntrico dá nome à série de livros fantásticos criados pelo britânico Terry Pratchett – o primeiro da série, A Cor da Magia, foi publicado em 1983.

4. Krypton

046

É um pássaro? É um avião? Não, é só um alienígena na cidade grande. Muito antes de deixar Pequenópolis rumo a Metrópolis, Kar-El fez uma viagem intergaláctica. Nascido no planeta Krypton, o pequeno Filho das Estrelas foi enviado por seu pai à Terra a bordo de uma nave, apenas momentos antes de seu planeta explodir e aniquilar a maior parte do kryptonianos. O pequeno acabou parando são e salvo no quintal da família Kent, mas a explosão do planeta acabou criando também a kriptonita – elemento mortal para o homem de aço. Criado por Jerry Siegel e Joe Shuster, o super-herói e seu planeta de origem apareceram pela primeira vez nos quadrinhos Action Comics #1, de junho de 1938, mas a primeira aparição completa do planeta só veio um ano depois, na HQ Superman #1.

5. Cybertron

056

Um planeta povoado por criaturas mecânicas que podem morfar se transformar em criaturas de qualquer formato. Cybertron é a casa metálica dos Transformers, mas não é lá muito aconchegante: segundo algumas versões dos quadrinhos da Marvel, publicados entre 1984 e 1991, a base do planeta é feita de lixo espacial e água é um item raro (e, provavelmente, inexistente). Apesar de não ser o destino perfeito para as férias de fim de ano, o planeta foi motivo de disputa entre Decepticons e Autobots.

6. Vulcano

06

Quem ousa “audaciosamente ir onde nenhum homem jamais esteve” acaba, inevitavelmente, esbarrando em alguns novos planetas. Localizado no Quadrante Beta, a aproximadamente 16 anos-luz da Terra, está Vulcano. O fictício planeta avermelhado, árido, quente e coberto de desertos e montanhas, foi imortalizado no seriado Star Trek graças ao seu representante mais ilustre, Spock – o amado oficial de ciências da USS Enterprise, filho de um pai vulcaniano e uma mãe terráquea.

7. Gallifrey

074

A 250 milhões de anos-luz da Terra, fora dos limites da Via Lactea, estava localizado Gallifrey, planeta de céu alaranjado iluminado por dois sois. Mesmo depois de ter sido destruído durante uma guerra contra os Daleks, mutantes intergalácticos, Gallifrey continuou famoso: ele é planeta natal dos Senhores do Tempo – conterrâneos do Doutor viajante do tempo da clássica série britânica Doctor Who, mais longo e bem sucedido seriado de ficção científica do mundo, no ar desde 1963.

8. Magrathea

081

Na trilogia de cinco livros criada por Douglas Adams o que não faltam são astros marcantes – o meu favorito pessoal é Betelgeuse 5, planeta de origem do errático presidente das galáxias Zaphod Beeblebrox e do jornalista alienígena Ford Prefect. Mas, se tratando do universo doido de O Guia do Mochileiro das Galáxias, não poderíamos deixar de falar de Magrathea. Localizado no coração da Nebulosa Cabeça de Cavalo, o antigo planeta tem aparência desértica. “O solo era às vezes de um cinza chato, às vezes de marrom chato, e o resto era menos interessante ainda”, apontam relatos.
Mas, para além da superfície entediante, o planetinha sem graça esconde um passado de riquezas. Magrathea foi o planeta mais rico das galáxias graças ao lucrativo negócio de produção de outros planetas. Entre os mundinhos personalizados e especialmente confeccionados para os bilionários das galáxias, os magratheanos foram responsáveis pela construção de um planeta para abrigar o Pensador Profundo, um super-computador desenhado para calcular a resposta definitiva sobre a vida, o universo e tudo o mais. O nome desse planeta? Terra.

9. Terra

091

A Terra é a Terra oras… :)

fonte: Superinteressante

Sobre Pablo Cardoso

Mestre pokémon, rei do gado, plantador de batata e vendedor de pamonha. Formato computadores e crio ovelhas elétricas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top