Arquivos de Tag: harry potter

Quer saber o que aconteceu após o final de Harry Potter?

acid_picdump_112

 

Uma forma digna de levar a vida de bruxo :)

Visite o Beco Diagonal!

Se você curte Harry Potter, tanto os livros quanto os filmes, com certeza já imaginou dar uma volta pelo beco diagonal.

Comprar um livro na Floreios e Borrões, olhar as varinha na Olivaras, tirar uma grana no Gringotes ou até mesmo comprar um Kit Mata-aula na Gemialidades Weasley.

Agora você pode fazer tudo isso! Exceto a parte de comprar as coisas e tal…

A Warner Bros já permitia visitas aos sets de filmagem Harry Potter., só que agora você também pode visitar pelo Google Street View!

 As fotos são do set de filmagens projetado pela Warner Bros Studio, em Londres. O cenário levou mais de três meses para ser construído. Além disso, foram mais seis meses para colocar os mais de 20 mil produtos nas prateleiras das lojas.

thumb-100714-beco-diagonal-resized

Para dar um role pelo Beco Diagonal, clique aqui!

8 curiosidades sobre obras infantis!

8. Harry Potter


Essa nem é tão inusitada, afinal estamos falando de magia e bruxos: o padre Gabriele Amorth, antigo chefe de exorcismo do Vaticano, já anunciou por aí que a obra de J.K. Rowling é uma ode ao demônio. E fica melhor: para ele, a obra é tão diabólica quanto… praticar ioga. “Isso tudo leva ao diabo”, afirmou.

7. George, o Curioso (Curious George)

Se você não convive com crianças pequenas, pode nunca ter ouvido falar do filme e das série de livros e TV “George, o Curioso”. A obra faz um baita sucesso no mundo inteiro. Os responsáveis por tal sucesso são Hans Augusto Rey e Margret Rey: ele ilustra, ela escreve. Em junho de 1940, o casal precisou fugir dos nazistas em Paris usando bicicletas. O manuscrito do primeiro livro estava na bagagem e sobreviveu à fuga.

6. Moranguinho e Ursinhos Carinhosos


Antes de aparecerem em livros, desenhos animados e bonequinhos, a personagem Moranguinho e os carismáticos Ursinhos Carinhosos foram criados apenas para serem usados em cartões. Tipo aquele que era comum enviar para o amigo em período de recuperação depois da cirurgia do siso ou para a tia que não te vê desde que você era um bebezinho.

5. Peter Pan

Essa é boa: em 1929, J.M. Barrie, mais conhecido como o cara que criou o Peter Pan, doou os direitos autorais do personagem para o Hospital Infantil Great Ormond Street, em Londres. O copyright expirou em 2007, mas um acordo permitiu que o hospital continue a receber pelas apresentações do Peter Pan em palcos do Reino Unido.

4. Ziraldo

Durante a ditadura militar, o escritor e jornalista brasileiro Ziraldo realizou um intenso trabalho contra o regime vigente. Ele foi um dos fundadores do jornal “O Pasquim”, por exemplo. Por essas e outras atividades, foi preso e levado para o Forte de Copacabana por ser um ‘elemento perigoso’. Agora, vem um detalhe menos conhecido: em 2008, o autor do clássico “O Menino Maluquinho” foi indenizado com mais de R$ 1 milhão pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, pelos prejuízos causados por toda essa perseguição política durante a ditadura.

3. Pokémon

Se você ficou ligado nos noticiários em 1997, já sabe que Pokémon não é só um desenho inocente. Naquele ano, 658 crianças japonesas foram parar no hospital depois de um episódio particularmente ‘intenso’ de Pokémon. Ele causou acessos de vômitos, tonturas e até convulsões…

2. Alice no País das Maravilhas (Alice’s Adventures in Wonderland)

Parece brincadeira, mas o livro “Alice no país das maravilhas” foi proibido na província de Hunan, na China, por conter animais agindo no mesmo nível de complexidade que os seres humanos. O censor e general Ho Chien acreditava que isso era uma ofensa à inteligência do homem. “Ursos, leões e outras feras não podem usar a linguagem humana. Atribuir a eles tamanho poder é um insulto à raça humana”, afirmou Ho Chien em 1931.

1. Barney

“Amo você/Você me ama/Somos uma família feliz”. É assim que começa a música mais conhecida daquele famoso dinossauro roxo, o Barney. Você já deve até ter escutado alguma vez. O que você não sabe é que essa é uma das músicas mais usadas em interrogatórios para fazer os prisioneiros de Guantánamo falarem. Então, quer torturar alguém? Mostre o vídeo abaixo:

Scroll To Top